fbpx

Você ouviu essa?

Você ouviu essa?
Você ouviu essa?
User Rating: 5 (2 votes)

Provavelmente você já ouviu por aí muitas fofocas. Pode ter ficado excitado com o conteúdo de uma mensagem “secreta” que chegou aos seus ouvidos. Pode até mesmo ter sido o mensageiro de tal “segredo”, e tenha se sentido orgulhoso. Mas talvez tenha sido vítima de uma fofoca e tenha ficado revoltado, desacreditado das pessoas à sua volta, se sentido derrotado.

Veja que a roda da Vida continua girando, hoje você pode ser o fofoqueiro, mas amanhã a fofoca pode ser sobre você.

Já parou pra pensar porque nos interessamos tanto quando o assunto é a vida alheia? É claro, é mais fácil olhar para fora do que olhar para dentro. Falar do problema do outro nos faz “esquecer” nossos próprios problemas e com isso aumenta nosso sentimento de Superioridade. Só que um sentimento de superioridade nada mais é do que um sentimento de Inferioridade disfarçado. Já está na hora de começarmos a selecionar o que deve e o que não deve ser dito, usar nosso tempo de forma útil, parar com tantos sentimentos de Inferioridade e começarmos a tomar posse de quem somos verdadeiramente, crescer como pessoas e ajudarmos o nosso próximo a crescer também.

Tem uma parábola de Sócrates que gosto muito e gostaria de compartilhar com vocês. É a parábola das 3 Peneiras, e ela é mais ou menos assim:

 

AS TRÊS PENEIRAS DE SÓCRATES
 karina-ferrari-psicoterapia-psicanalise-parabola-as-tres-peneiras-de-socrates
Um homem, procurou um sábio e disse-lhe:

– Preciso contar-lhe algo sobre um amigo seu! Você não imagina o que me contaram a respeito de…

Nem chegou a terminar a frase, quando Sócrates ergueu os olhos do livro que lia e perguntou:

– Espere um pouco. O que vai me contar já passou pelo crivo das três peneiras?

– Peneiras? Que peneiras?

– Vamos peneirar aquilo que queres me dizer. Devemos sempre usar as três peneiras. Se não as conhece, preste bem atenção: A primeira peneira é a da VERDADE. Você tem certeza de que o que vai me contar é absolutamente verdadeiro?

– Não. Como posso saber? O que sei foi o que me contaram!

– Então suas palavras já vazaram a primeira peneira. Vamos então para a segunda peneira: a BONDADE. O que vai me contar, gostaria que os outros também dissessem a seu respeito?

– Não! Absolutamente que não!

– Então suas palavras vazaram, também, a segunda peneira. Vamos agora para a terceira peneira: a NECESSIDADE. Você acha mesmo necessário contar-me esse fato, ou mesmo passá-lo adiante? Resolve alguma coisa? Ajuda alguém? Melhora alguma coisa?

– Não… Passando pelo crivo das três peneiras, compreendi que nada me resta do que iria contar.

E o sábio sorrindo concluiu:

– Se passar pelas três peneiras, conte! Tanto eu, quanto você e os outros iremos nos beneficiar. Caso contrário, esqueça e enterre tudo. Será uma fofoca a menos para envenenar o ambiente e fomentar a discórdia entre irmãos. Devemos ser sempre a estação terminal de qualquer comentário infeliz! Da próxima vez que ouvir algo, antes de ceder ao impulso de passá-lo adiante, submeta-o ao crivo das três peneiras porque: Pessoas sábias falam sobre ideias; Pessoas comuns falam sobre coisas; Pessoas medíocres falam sobre pessoas.”

 

Então vamos começar a peneirar aquilo que deve ser dito! Deixemos de ser hipócritas e não façamos aos outros o que não gostaríamos que nos fizessem!

Agora peneire esta história e decida se quer compartilhá-la.

Compartilhe sua Opinião ou Tire suas dúvidas!
Karina Ferrari é Psicanalista, Terapeuta Holística e Coach, atuando em seus atendimentos com a Terapia Psicanalítica, o Reiki, a Terapia Floral de Bach, o Balanceamento Muscular (Cinesiologia) e Coaching. Instrutora e Pesquisadora dos Florais de Bach, com formação Internacional em Florais de Bach pelo Instituto Bach, tendo constante participação em cursos, palestras e conferências para aprofundamento sobre o tema. Realiza atendimento em consultório particular e empresas, ministra cursos e palestras sobre Reiki e sobre os Florais de Bach, ministra palestras voltadas ao desenvolvimento pessoal e profissional e é facilitadora de grupos de estudos no Instituto Religere. Agende uma sessão agora mesmo entrando em contato comigo, por telefone ou e-mail.

1 Comment

  1. Assunto pertinente…se colocar no lugar de quem será comentado, nos faz repensar nos limites de nossa invasão!
    Bacana a matéria…continue contribuindo com todos Karina, pois você tem um ponto de observação privilegiado.

Leave a Reply