Pranayama — a respiração do Yoga

Pranayama — a respiração do Yoga
Pranayama — a respiração do Yoga
User Rating: 4.9 (7 votes)

A respiração alimenta todos os nossos sentidos, nossas funções orgânicas, células, órgãos etc. Ela é o que nos mantém vivos. Respirar foi a primeira coisa que fizemos ao entrar neste mundo e a última que iremos fazer. Apesar de não nos darmos conta, a respiração está intimamente associada às nossas emoções e padrões de comportamento. Observe como ela muda, tornando-se curta e superficial quando estamos ansiosos ou com medo. Quando pensamos em algo bom, ela se expande e aprofunda. Os antigos mestres do Yoga sabiam disso e começaram a testar diferentes tipos de respiração e a analisar seus efeitos. Foi assim que desenvolveram os exercícios respiratórios do Yoga, que chamamos de pránáyáma.
Prana significa alento ou energia vital, é o que nos mantém vivos, e ayáma significa expandir. Portanto, pránáyáma é a expansão da bioenergia, é o controle do prana através da respiração.

Pranayama, Nadis e Chakras

karina-ferrari-terapia-holistica-respiracao-yoga-pranayamaO Prana flui através de milhares de canais de energia sutis chamados “nadis” e pelos centros de energia chamados de “chakras”. A quantidade e a qualidade de prana e o jeito que este flui através dos nadis e chakras determinam o estado da mente. Se o nível de Prana é alto e seu fluxo é contínuo, suave e constante, a mente se mantém calma, positiva e entusiasmada. No entanto, devido à falta de conhecimento e atenção com a respiração, os nadis e chakras em pessoas comuns podem ser parcial ou totalmente bloqueados levando a um fluxo irregular e quebrado. Como resultado esta pessoa terá experiências com preocupações, medo, incerteza, tensões, conflitos e negatividades.

Prática diária do Pranayama

Respiramos cerca de 20.000 vezes num dia. Em cada respiração, absorvemos por volta de 300 ml de ar, mas nossos pulmões foram planejados para muito mais, pois a capacidade pulmonar de um adulto é de cerca de 4 litros. Nossa respiração cotidiana movimenta apenas 10% do que nossos pulmões comportam. Assim, nosso corpo e nossa mente funcionam com uma quantidade de combustível bem menor do que necessitam, e jamais poderemos expressar plenamente nossos potenciais e viver uma vida realmente saudável se não aumentarmos nossa absorção de oxigênio.
A prática dos exercícios de pránáyáma produz uma mudança na respiração habitual, já que a maior elasticidade dos pulmões e do aparelho muscular respiratório conseguida com os exercícios traduz-se por uma respiração muito mais profunda.
A maior quantidade de oxigênio que entra no organismo, aumenta a purificação do sangue e, por conseguinte, revitaliza-se todo o organismo. A saúde melhora rapidamente. Transtornos funcionais de vários tipos são prontamente corrigidos e eleva-se o tônus vital de todo o organismo em geral.
Praticando o Yoga, ampliamos a respiração e reeducamos os músculos e órgãos envolvidos nesse processo. Muitos desses exercícios devem ser aprendidos diretamente com um instrutor, pois precisam ser corrigidos.

Compartilhe sua Opinião ou Tire suas dúvidas!
Karina Ferrari é Psicanalista, Terapeuta Holística e Coach, atuando em seus atendimentos com a Terapia Psicanalítica, o Reiki, a Terapia Floral de Bach, o Balanceamento Muscular (Cinesiologia) e Coaching. Instrutora e Pesquisadora dos Florais de Bach, com formação Internacional em Florais de Bach pelo Instituto Bach.Realiza atendimento em consultório particular e empresas, ministra cursos e palestras sobre Reiki e sobre os Florais de Bach, ministra palestras voltadas ao desenvolvimento pessoal e profissional e é facilitadora de grupos de estudos no Instituto Religere.Agende uma consulta agora mesmo entrando emcontato comigo, por telefone ou e-mail.

Leave a Reply